sexta-feira, 26 de abril de 2013

ANJOS DO BEM TEM ESPADA


 
No mundo espiritual tem anjos do bem e do mal.
 
Os anjos do bem carregam há muito tempo a fama de serem protetores.
O interessante que apesar de realizarem o bem e proteger, eles carregam suas (armas), espadas!

Pois bem! Aqui na terra, especialmente no Brasil, temos homens do bem e do mal.
Os homens do mal há muito barbarizam suas vitimas e penalizam com a pena de morte. Andam constantemente armados ou seja, com suas espadas.

Agora para os homens de bem, existe a campanha do desarmamento ou você acredita que o homem do mal vai entregar as suas armas?
 
Assim como o anjo do bem tem sua espada o homem do bem não poderia ter a tua?
Quem são os homens do bem: O medico, advogado, pedreiro, professor, bombeiro, faxineiro e etc...

O policial militar, policial civil, policial federal, homens do bem para proteger a população, antes de serem policias eram do povo é não possuíam suas espadas. A diferença que receberam um treinamento para porta-las e agir com segurança. 
Pergunto: Os homens do bem, não poderiam receber o devido treinamento para portar também as suas espadas? 
 
Conheço um caso na qual um homem do mal, entrou armado com sua espada para apavorar a família de um homem humilde é do bem, porém o que o homem do mal não contava é que ele também possuía sua espada e reagiu. Moral da historia! O homem do mal preso por TENTATIVA de assalto e o homem do bem PRESO EM FLAGRANTE PORTE ILEGAL DE ARMA.
Porque não ter o devido treinamento e o porte?
Tenho certeza que antes do homem do mal atacar o homem do bem ele questionaria; “ Será que ele possui uma espada?”
Todo dia homens e mulheres do bem pagam o pedágio da morte.
Para piorar a situação temos além do homem do mal e o menino do mal, porque sendo menor não comete crime e sim infracional.
Assim, completando seus 18 anos, sua ficha sai limpa, branquinha, como se nada tivesse acontecido, não há diferença se matou por causa de um celular ou por possuir R$ 30,00.
O universitário Victor Hugo deppman - + 09/04/2013,
 
A dentista Cinthya Magaly Moutinho de Souza - + 25/04/2013.

Gente! o que fazer?
Mudar as leis? 
Treinar e preparar homens e mulheres do bem para enfrentar o mal? 
Enquanto demoramos para saber o que fazer, mais pessoas do bem perderão suas vidas através da espada do mal.

Não pensem que eu vim trazer paz ao mundo. Não vim trazer a paz, mas a espada”
Mateus 10:34

sábado, 13 de abril de 2013

A VIDA NÃO TEM PREÇO E HEROIS NÃO TEM VALOR!

Senhores e senhoras. E só perguntar: "Quanto vale uma vida? "E a resposta vem de pronto: "Não tem preço!!" Será que é por isso que as profissões que são ligadas a vida são desvalorizadas? Não tem preço:

PROFESSORES,

 


 SAÚDE,


 




SEGURANÇA,







 


Comecei a entender a palavra " HERÓI", fazer o que tem para fazer, sem condições e sem meios, realmente, não somos heróis: professores, médicos, enfermeiros, policiais, bombeiros e todos aqueles que lidam com vidas.
Heróis tem poderes para salvar:
O supermam, voa,



Homem aranha, salta,




Batmam, some,


Homem de ferro, solta raios.
















Agora cade os nossos super poderes? Na minha profissão não é diferente. Quem ainda não viu, assista o vídeo e tire suas conclusões. Brasil! País da copa do mundo 2014.




video

 

sábado, 6 de abril de 2013

O CANCÊR DA EDUCAÇÃO


De cada 10 professores que dão aulas na educação básica brasileira, dois trabalham sem diploma de ensino superior. O índice de docentes não graduados é maior nas turmas da educação infantil, mas há professores trabalhando sem formação adequada inclusive no ensino médio.
Os números do Censo Escolar 2012 mostram que 22% dos 2.101.408 professores brasileiros – 459 mil – não chegaram à universidade. Desse total, 8.339 terminaram apenas o ensino fundamental, 115.456 concluíram o ensino médio regular e 335.418, o magistério. Entre os 1,6 milhão diplomados, 223.777 não cursaram licenciatura, modalidade que prepara professores.
 


Sem incentivos para atrair os melhores estudantes para a carreira, especialistas acreditam que será difícil superar os problemas de formação dos professores, que não se esgota apenas com o estímulo à graduação. Na opinião de Daniel Cara, coordenador da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, há problemas estruturais de formação dos alunos que só são solucionados dentro dos cursos de graduação.
“O aluno que não teve uma formação básica adequada não vai conseguir ser um bom professor. E, na média, infelizmente, são os alunos que tiveram mais dificuldades que acabam na profissão. 

 


A tendência do Brasil sempre é boa, mas temos um problema de ritmo dessa evolução na qualidade de ensino”, pondera. Segundo ele, a aprovação do Plano Nacional da Educação é importante para garantir recursos que acelerem a formação dos professores.
Pilar defende melhores salários e uma perspectiva mais atraente de carreira para mudar o cenário da educação. “A profissão não pode ser escolhida enquanto o jovem não acha coisa melhor”, comenta. Cara acredita que os cursos presenciais têm de expandir de forma mais direcionada, especialmente nas regiões em que eles são escassos.

fonte: IG ultimo segundo - educação 06/04/2013